Conto erótico feminino: Transei com o bombeiro

Eu estava em casa sozinha, lá pelas 2h da manhã estava com muito tesão e pensando em me tocar, quando de repente tive uma ideia!
Havia um bombeiro que morava na rua de trás, e eu sempre o cumprimentava, já chegamos a conversar um pouco no mercadinho da esquina e como tenho ele no Instagram, resolvi fazer algo arriscado: Mandar uma mensagem inbox.

Pensei muito antes de fazer isso, bebi uma cerveja e quando estava abrindo a segunda mandei a mensagem:
“Oi Br…. estou aqui em casa sozinha e tem um gato preso no telhado miando, acho que ele deve estar machucado, não consigo dormir… Você sabe o que posso fazer? Tem uma escada que consigo subir fácil lá, mas precisaria de alguém pra segurar pra mim… você poderia vir até aqui se estiver acordado?”

Ele respondeu praticamente na hora, estava acordado! Respondeu dizendo que iria vir, só me pediu 10min.

Ele chegou em casa, eu estava de babydoll e sem calcinha, daqueles babydolls transparentes branquinhos. Ele logo notou os bicos dos meus seios que estavam marcando.

Perguntou então do gato, e eu falei que ele tinha parado de miar já, que já deveria ter ido embora, e falei: Mas já que você está aqui, não quer beber uma cerveja e assistir algo? Não vou te fazer vir atoa!

Ele respondeu: Claro, eu estava sem sono mesmo….

Trouxe a cerveja e fomos escolher um filme. Sentei de ladinho no sofá pra ele notar que eu estava sem calcinha, e ele logo reparou e disse: Você ta sem calcinha, dorme sempre assim?

Olhei pra cara dele com aquele olhar de “me come”, respondendo: Sim, mas hoje estou com muito tesão.

Ele começou a me beijar, já sentei no colo dele. Abaixei o shorts dele e comecei a bater uma. Logo chupei o pau dele, ele começou a gemer….

Foi tudo tão rápido e emocionante, me deu muito tesão. Quando eu vi estávamos metendo loucamente e ele gozando em mim.

Ele rapidamente falou que ia pra casa tentar dormir que no dia seguinte acordaria cedo, depois disso nunca mais nos falamos, mas sei que se eu mandar uma mensagem no Instagram de madrugada ele vai estar pronto para vir me acudir…